Comissão de Direitos Humanos fará reunião extraordinária sobre a Cracolândia

craco2

A Comissão Permanente de Direitos Humanos da Câmara Municipal convocou para esta quinta-feira (25/05) uma reunião extraordinária para discutir os graves acontecimentos da Cracolândia, na região central de São Paulo. A comissão é presidida pelo vereador Eduardo Suplicy.

A bancada de oposição na Câmara Municipal tem se manifestado de forma veemente contra a política do prefeito João Doria (PSDB) de “acabar” com a Cracolândia.

No último domingo (21/05), Doria, apoiado pela Polícia Militar e pela Guarda Civil Municipal, empreendeu uma iniciativa atrapalhada e desastrada de erradicação do tráfico de drogas e de recolhimento de pessoas viciadas em drogas.

Suplicy acompanhou a ação na manhã de domingo e constatou que houve problemas em várias abordagens de moradores da Cracolândia.

Na terça-feira (23/05), a ação desastrada atingiu o auge durante a presença de Doria no local: de forma arbitrária, os coordenadores da ação da prefeitura na Cracolândia determinaram a demolição de um prédio na alameda Dino Bueno.

A questão é que a celeridade da ação não contava com o fato de que havia três pessoas no imóvel, que ficaram feridas com a derrubada do imóvel.

A tensão causada pelas ações intempestivas e mal planejadas da prefeitura suscitaram a convocação da reunião extraordinária para debater a questão.

 

Compartilhe
2017-05-24T15:46:24-03:00